Criança “rupestre”

O motivo desta página é fazer uma comparação do desenvolvimento da criança de hoje com os tempos das cavernas. A arte rupestre é a primeira forma de expressão e comunicação do ser humano. Mas é também a primeira forma de expressão das crianças até que aprendam a ler e escrever. Se nossos filhos pudessem, eles deixariam suas leituras do mundo pelas paredes de suas casas, ou seja, em suas cavernas!

 

Comparando os desenhos.

 

No Brasil, nós, educadores, desperdiçamos esta fase do desenvolvimento de nossas crianças. Dedicamos muito tempo à escrita e leitura do alfabeto e dos números e desconsideramos essa fase “rupestre” da criança. Nesse período elas são simbólicas; temos que aproveitar esse simbolismo para aprimorar o seu desenvolvimento e não trabalharmos desenhos sem ter um conceito claramente definido ou para passar o tempo. É o momento de buscar, por meio dos desenhos e rabiscos, o que ela quer transmitir e ajudá-las a fazer a associar com as outras linguagens. Elas possuem um grande potencial de criação e, sendo motivadas, elas despertam para a leitura da escrita com mais maturidade. As teorias de Vygotsky (1998) revelam esse potencial das crianças com mais clareza e faz a ponte entre a escrita infantil e o homem primitivo.

A escola infantil italiana Reggio Emília, fundada após a Segunda Guerra Mundial, vem explorando esse potencial de suas crianças e o resultado é surpreendente. Fazem exposições dessas produções artísticas por todo mundo. A “Abordagem Reggio Emília” tem se propagado e está sendo um excelente exemplo para nós. Confira atentamente essa abordagem no livro “As cem linguagens da criança” e veja o tamanho de nosso desperdício!

Caso você queira conhecer mais sobre Arte Rupestre no Brasil, dê uma espiada no post que escrevi sobre essas manifestações, impressas por nossos ancestrais, em nossas cavernas.

Peço a você que, após ler esse post, faça um comentário. É muito importante saber sua opinião sobre esse assunto.

 

 

Anúncios

49 Respostas to “Criança “rupestre””

  1. Projeto Fala Criança | Diário do Professor Says:

    […] c) Crianca-rupestre […]

  2. Jéssica Says:

    Estou realizando meu tcc sobre arte rupestre na sala de aula e o seu artigo muito me ajudou! Muito obrigada!!!

  3. dielle milene Says:

    OBRIGADA PROFESSORA EU TENHO MUITO QUE TE APARECER ISSO ME AJUDOU MUITO E AJUDOU AS OUTRA PESSOAS MUITO OBRIGADA MESMO !!!!!!!!

  4. Lenir Maria Says:

    Olá, Prof. Elisa!
    Somos colegas de profissão, e da área de artes. Estou lecionando para crianças do 1o., 2o., 3o., anos E. Básico, e, inclusive vou falar sobre a arte rupestre. Indicar bom material de pesquisa e atividades para nós professores, é de fundamental importância e ajuda.
    Considero muito eficaz e necessário deixar as crianças, em todas as idades, se valerem dos desenhos, dos recursos plásticos para se comunicarem. Todos nós gostamos de nos expressar e se fazer ser
    ouvido.
    Abs,
    Lenir.
    Sucesso à todos nós professores nesta grande responsabilidade de educar outro ser humano.

  5. GISELE Says:

    OLÁ PROFESSORA ELISA

    GOSTEI MUITO DESTA MATÉRIA A RESPEITO DA ARTE RUPESTRE ,POIS AJUDA-NOS COMO EDUCADORES A AMPLIAR NOSSOS CONHECIMENTOS E A ENTENDER QUE AS CRIANÇAS NOS TRANSMITE MUITO ATRAVÉS DA LINGUAGEM FEITA ATRAVÉS DO DESENHO.

  6. Judith Says:

    Olá professora!
    Também sou professora da rede estadual EF ciclo II, achei muito interesante essa matéria sobre crianças “rupestre”, pois me lembrei de várias coisas que afirmam que as crianças se comunicam ou se expressam por meio de símbolos, tenho uma filha de 5 anos que ama desenhar lá em casa é uma gastança de papel, ela sempre oferece os desenhos à alguém, tenho outra filha de 1 ano e 4 meses essa não só gosta de desenhar como risca a caverna toda, ou seja, a casa. Cada dia aparece um desenho novo, no quarto, no corredor, escritório, cozinha, ela só não pintou a sala, ainda.
    Já na sala de aula por vezes percebo alunos que deixam de fazer as atividades para desenhar em seus cadernos e não são somente das 5ª série, mas também da 6ª, 7ª e 8ª é impressionante como gostam de desenhar. Para deixar eles bem contentes peça-os que façam um desenho! Eu não podo esse interesse deles acho que eles não tiveram oportunidades quando menores e agora querem aproveitar para fazerem o que não fizeram. Tenho certeza que isso ajuda muito nossos pequenos que apresentam tantas dificuldades. Beijos! parabéns pelo blog.

  7. Bem vindo 1º ano da Pedagogia da USJT - 2008 « art|educando Says:

    […] conhecer um pouco mais sobre a história e surgimento da escola Reggio Emília, vá para a página Da destruição surge um sonho: uma pequena escola. Para conhecer sua abordagem e o trabalho e desenvolvimento com as crianças, dirija-se à página […]

  8. Desenvolvimento infantil « art|educando Says:

    […] Criança “rupestre” […]

  9. kiagg Says:

    guestei mueto das lianas de min corásio olá pruefessueara estueu em tarciu de tu kio de sey gra deld rupestra da arty di edueguendo cregras may name dueglry mail will not be published no pricipca un beso de min corácion tedo 13 ninos guudi bay.beso pry vuec.

  10. dougles Says:

    guestei mueto das lianas de min corásio

  11. luan Says:

    sssssoooooooooooooocccccccccccoooooooooooooooorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrroooooooooooooooooooo

  12. Valéria Mendes de Lima Says:

    Ola Elisa,quero sinceramente agradece-la por nos apresentar juntamente com a profª Dinéia sobre a escola Reggio Emilia, por aguçar a nossa curiosidade e nos propor a busca de novos conhecimentos. Foi otimo conhecer esta historia e buscar por abordagens iguais como por exemplo a escola da ponte que eu já havia escutado falar por cima, mas com o trabalho que a profª nos propos fez com que conhecessemos ainda mais, obrigada principalmente por querer melhorar a educação e nos incetivar bjs.

  13. Keli Cristina Says:

    Olá professora!!
    Gostaria de agradecer as informaçoes do seu blog, ele com certeza nos ajuda a relfetir sobre as crianças. Tambem gostaria de parabeniza-la pelo blog.

  14. Maria Aparecida de Oliveira Yamazato Says:

    Oi professora Elisa Kerr adorei o seu blog ,nos educadores temos que estar atentos quanta a importância da arte para as crianças,é através da arte que elas se expressam e se desenvolvem.Obrigado pela oportunidadeum abraço.Maria.

  15. Maria Aparecida de Oliveira Yamazato Says:

    Oi.professora Elisa kerr,adorei o seu blog nos como educadores temos que estar incentivando a criança a arte.Através da arte ela se expressa e se desenvolve.Fiquei muito interessada em saber mais sobre a arte rupreste é estarei pesquisando sobre o assunto.Um abraço Maria.

  16. Edileuza Says:

    Prof. Elisa, todas essas informações me levaram a refletir e dar muito mais importancia a algo que talvez eu não tenha dedicado muito tempo ou atenção.Realmente a expressão das crianças através de simbolos,desenhos é unica e verdadeira.Obrigada

  17. Solange Prado Says:

    Ola professora Elisa!

    O texto eh muito bom. Aprendi varias coisas aqui. Tenho convicçao que a arte eh uma da melhores ferramentas para a educaçao.
    Realmente muito bom. (o teclado do comp. que estou usando nao esta bem…)
    O seu trabalho, pelo pude que observar eh muito bom.
    Parabens!

  18. Adriano Carvalho Souza Says:

    Olá Professora Elisa, Gostei bastante do assunto abordado neste blog! Sobre a criança rupestre e também do Reggio Emilia, Não conhecia o Reggio Emilio, e achei muito interessante, como também achei muito interessante o a forma que a criança passa suas emoções ou suas características num desenho! e o legal e que do mesmo modo que antigamente os homens da caverna mostra através de desenho suas histórias nas paredes cavernas, a criança numa certa idade mostra esses hábitos na parede no chão nos objetos e no papel, querendo mostrar talvez que mora no lugar ou contar algo, expressões que são transmitido através de desenhos.
    eu digo isso por que na minha casa tenho três priminhas uma de 1 ano e alguns meses outra de 3 aninhos e a outra de 5 aninhos, a de 5 aninhos gosta de desenhar no papel desenhos da escola da professora dos coleginhas e etc… já a de 3 aninhos desenha só que parede, desenho muito estranhos que ninguém entende! Mas ela fala que é ela no desenho! dai agente pergunta por que ela desenha ela na parede ela diz ” para me lembrar que eu passei aqui” e por que ela não mora perto da minha casa elas mora longe! Então de acordo com esse texto me lembre deste fato! Que achei muito legal!
    Gostei bastante do Texto, aprendi muitas coisas com a leitura!
    Parabéns!
    E Um Abraço!

  19. Ivani Aparecida Stanchi Zerbine Says:

    Olá Prof. Elisa. Gostei muito de conhecer esse trabalho da Reggio Emilia, nunca tinha ouvido falar. Fiquei encantada com o trabalho realizado e realmente nós desperdiçamos o tempo precioso da infância com todos os seus desenvolvimentos. É muito bom podermos contar com professores como voce que colocam à disposição informações tão ricas como essa, na nossa iniciação na área da educação é extremamente “nutritivo” essa partilha. Muito Obrigada.

  20. Rafaella Michele 1APGN Says:

    Olá professora Elisa.

    Primeiramente quero desejar Parabens pelo blog, que sempre esta atualizado com assuntos de grande valia para nos educadores, principalmente do primeiro ano.
    Gostei muito do texto Criança rupestre,por que ele no ensina a dar valor aos desenhos das crianças, ou melhor o desenho é umas das primeiras linguagens que a criança tem para se comunicar, por isso é importante como educadores prestarmos atenção no que a criança quer dizer atraves dos desenhos. Desde ja agradeço a atenção e a troca de informações de professoras como a senhora que é muito importante para nosso conhecimento.

    Parabens Pelo seu Trabalho e Dicas.

  21. Elen L. Rodrigues Says:

    Boa noite!
    Gostei do texto e tenho dois sobrinhos lindos que adoram desenhar. Sinto como eles adoram se expressar desenhando e percebo a importância de estimulá-los cada vez mais a viajar pelo mundo da arte.
    Muitos pensam que levar crianças a exposições, museus, entre outros lugares de arte as entediam, mas muito pelo contrário, é fundamental e elas se divertem. Cultura nunca é excesso.

  22. Rafaella Torres Says:

    Olá! Parabéns pelos seus textos, são de fácil compreensão e me estimula a procurar mais informações sobre o universo infantil.
    Adoro ver os desenhos das crianças e sei que por tras deles existe muito sentido e veracidade, que elas demonstram carinho pelas pessoas e coisas que gostam.
    Estimular a criança a gostar de arte é fundamental para tornar a sociedade mais culta.

  23. Rafaella Algarte de Michele Says:

    Boa noite Profª Elisa

    Primeiramente quero desejar Parabens pelo blog, que sempre esta atualizado com assuntos de grande valia para nos educadores, principalmente do primeiro ano.
    Gostei muito do texto Criança rupestre,por que ele no ensina a dar valor aos desenhos das crianças, ou melhor o desenho é umas das primeiras linguagens que a criança tem para se comunicar, por isso é importante como educadores prestarmos atenção no que a criança quer dizer atraves dos desenhos. Desde ja agradeço a atenção e a troca de informações de professoras como a senhora que é muito importante para nosso conhecimento.

    Parabens Pelo seu Trabalho e Dicas.

  24. Andréia Sena Says:

    Boa noite Elisa!
    Cada vez que aprendo algo novo sobre as crianças compreendo que estou na profissão certa. Acredito que arte e cultura são fundamentais para o desenvolvimento da criança.
    Muitos acham seus desenhos sem sentido e que as crianças não entendem sobre arte e cultura, mas sinto o quanto é importante estimular desde cedo a criança a desenvolver esse lado tão nobre do ser humano.
    Obrigada!

  25. Lilian Lina Aparecida Cruz de Paula Says:

    Este novo trabalho que acabei de conhecer é muito interessante porque abre meus horizontes a respeito da valorizaçâo do aprender infantil, referente aos desenhos produzidos pelas crianças.

  26. Mariana Miwa Gondo Says:

    Olá Elisa, eu sou aluna do 1º ano de pedagogia da USJT e pude estar presente na sua apresentação de ontem sobre a Arte de Encadernar, realmente é um trabalho fascinante. Parabéns!

    Sobre o assunto do post, tenho a dizer que valorizo muito os desenhos das crianças, seus “rabiscos” são formas de desabafo, e, se olharmos com atenção, percebemos o ponto de vista que eles possuem sobre determinadas situações, o que é bastante interessante.
    Além de levar benefícios para o desenvolvimento da criança, vejo belas obras de arte! =)
    Boa noite, Mariana Gondo.

  27. Daniela 1apgn Says:

    Professora Elisa Kerr

    Muitas Professoras preocupam-se somente com as coisas prontas e fáceis de serem aplicadas em seus alunos. São poucas que como você, se preocupa e se interessa em saber mais, da onde as coisas surgiram, como as coisas acontecem.
    Pessoas como você servem de inspiração, para meu futuro como educadora, quero cada vez mais crescer com textos que relatem o desenvolvimento da criança tanto na parte social, quanto na parte acadêmica.
    O enigma da aprendizagem é algo que realmente me fascina, e pessoa como você contribuem para o meu crescimento. Não tenho palavras para agradecer.
    Seu texto de demonstra o valor que devemos dar para todos os “registros” de nossas crianças. Como um simples traço pode significar muito mais do que possamos imaginar.
    O que mais me interessou é a relação de algo que quase ninguém lembra mais ser fundamental para a interpretação dos registros dos nossos alunos.

    Obrigada e continue escrevendo mais….

    Beijos

    Dani

  28. Natália Says:

    Olá Profª Elisa, gostaria de parabeniza-la pelo blog, ele tem uma linguagem simples e gostasa de ler…. Confesso que não conhecia a Reggio Emilia, mas depois que vi do que se tratava fiquei encantada com a determinação, e a força de vontade que aquelas mães tiveram para construir uma escola para seus filhos, e também saber o verdadeiro valor de um desenho, esse resgistro que muitas vezes deixamos de lado por falta de conhecimento sobre seu sentido.
    Um abraço Natália

  29. MARIA ROMÉRIA DE OLIVEIRA Says:

    Olá professora Elisa. ]
    Muito bom poder obsevar a diferença e a forma de comunicação que as crianças usavam muito tempo atrás e preservam até hoje, uma prática usada com outros meios e agora reproduzidas de forma diferente, mais nem por isso perde seu foco e valor principal.
    Melhor ainda será apresentar esse tema para sala do primeiro ano de Pedagogia da USJT.
    Parabéns pelo seu trabalho.

  30. Amanda V Mello Says:

    Olá Professora Elisa.
    Primeiramente quero lhe dar os parabéns por esse blog que tanto nos auxilia em nosso processo de aprendizagem, sempre com uma linguagem simples e clara.
    Confesso que o termo rupestre eu já conhecia, porém quando a professora Dinéia falou o termo “criança rupestre”, nem passou pela minha cabeça o que poderia significar, e muito menos a importância disso tudo.
    Esse tema “criança rupestre” é de extrema importância, pois através da arte que a criança se expressa, o que para nós podem ser apenas rabiscos, a criança pode mostrar o que está sentindo, o que tem de errado, ou de bom com ela.

    Obrigado por partilhar conosco sue conhecimento!

    Amanda

  31. Anahy Moraes Says:

    Olá professora Elisa!
    Adorei o texto sobre Criança Rupestre, pois pude perceber e entender melhor a importância da arte na vida das crianças. É por meio do desenho que a criança se expressa e desenvolve o seu lado cognitivo. Esse assunto é muito importante para nós educadores, porque nos alerta sobre como agir com as crianças e seus desenhos. É sempre muito bom poder entrar em contato com educadores mais experientes como você, pois enrriquecemos nossos conhecimentos que nos serão de grande ajuda futuramente.
    Muito obrigada pela a sua atenção com os alunos do 1º ano de pedagogia, acredito que todos tenham aproveitado muito suas dicas. Parabéns!

  32. Paula Cristina Says:

    Olá Professora Elisa Kerr, gostei muito do texto Criança Rupestre.
    A princípio, me chamou à atenção o título e a importância que este tem. Pois este requer valorizar o inicio da comunicação da criança com o mundo atravéz da linguagem que para ela é mais acessível, e esta que se revela em diversos meios: o rabiscar, desenhar, cantar, falar e etc. Diante disso saliento a Pegagogia do Educador Loris Malaguzze, com a Pedagogia de Escultar, é necessario ouvir e dar atenção as crianças para que elas se desenvolvam sempre mais, descobrindo os saberes que se dar em pequenos passos e iniciativas da criança, que é protagonista de seus conhecimentos.
    Obrigada pela sua contribuição para uma melhor educação nos tempos de hoje, que nos interpela a nos educarmos à acolher os saberes da criança, o que ela traz e oferece na etapa em que ela vivi.

    Um abraço Paula Cristina.

  33. Silvianira Says:

    Cara Elisa,

    O texto sobre a Criança Rupestre me surpreendeu saber a continuidade dessa arte que eu desconhecia. Seu texto veio de encontro com alguns autores que li para fazer um projeto sobre a importancia do resgate das brincadeiras tradicionais, pois entre as atividades inerentes as crianças de Educação Infantil está a expressão artistica por meio dos desenhos. Como a criança está na chamada fase simbólica, o desenho livre torna-se revelador de muitos sentimentos e visões particulares da criança. Vou acessar os sites indicados para conhecer mais esta forma de arte e desde já agradeço pelas informações e por seu blog tão instrutivo.
    Um abraço

  34. Mariana Says:

    Olá prof° Elisa kerr,
    Primeiramente parabéns pelo seu blog, é muito bom saber que tem pessoas como você, que com toda a correria do DIA-A-DIA ainda tem a vontAde de ajudar os outros, quero agradecer por nos ajudar a entender um pouco mais sobre esse mundo tão fabuloso que estamos entrando, nós como futuras professoras temos que estar sempre atentas , e são pesquisas como a sua que nos faz enchergar como podemos mudar esse ensino de hoje.
    Muito Obrigada mais uma vez!
    voltarei te visitar para ver as novidades!
    Beijos Mariana Dias 1APGN

  35. Aline Says:

    Oi Professora Elisa,
    acabei de chegar das apresentações hoje!
    em primeiro lugar gostaria de te parabenizar por esse trabalho tão bonito e agradecer pela criação desse blog, que pelo pouco que eu li ja aprendi muitas coisas.
    sinceramente não sabia o que significava o termo “rupestre”, achei muito interessante e concordo que atraves de desenhos é possivel conhecer muito de uma criança.

    Obrigada mais uma vez,
    continue com esse blog,
    tenhoc erteza que aprenderei muito mais com ele
    Beijos
    Aline 1apgn

  36. Rachel Navarro Blasques Says:

    Professora Elisa, ao começar a leitura do texto, logo pensei no livro “As Cem Linguagens da Criança” que li nas férias e que foi indicado por você em um comentário no meu blog.
    É muito interessante saber que todo desenvolver da criança tem um significado e que tudo faz parte do ser que educamos. Não devemos reprimir as atitudes que fazem parte do crescimento natural do ser humano e fico muito feliz em aprender a cada dia a trabalhar com tudo isso.
    Obrigada pela colaboração! E visite meu blog “Cantinho da Educação” onde escrevi sobre você.
    Beijos

  37. camila Says:

    boa noite professora Elisa ,é com grande satisfação que utilizo seu blog para minhas pesquisas e conhecimentos.A criança Rupestre foi um conhecimento novo para mim,porém seu texto abriu minhas idéias de metodologias que poderei trabalhar com meus futuros alunos.Estou no primeiro ano de pedagogia,no seu blog quase tudo para mim é novidade,e o melhor de tudo é que com sua clareza me desperta mais interesse sobre o assunto e pensar em muitas metodologias.Parabéns!

  38. Thalita Gonçalves (1ºAPGN). Says:

    Em primeiro lugar parabéns pelo excelente trabalho que esta fazendo e através dele nos proporcionando, muitas informações preciosas.
    Acredito que o fator desenho nos dias de hoje tem uma importância muito grande que em nenhum momento deve-se ser deixada de lado, através do desenho (imagens), as crianças conseguem absorver muito melhor qualquer assunto que esteja sendo passado.
    Em resumo o desenho é uma arte necessária na vida de qualquer criança, através deste podendo desenvolver seu gosto pela arte.

  39. Marcos Novais Pereira Says:

    Olá Professora Elisa, tudo bem? Gostaria inicialmente de parabenizar-lhe pela criação desse blog tão interessante, que nos acrescentará bastante haja vista a longa estrada pela qual teremos de percorrer. Agradeço por nos dar esta oportunidade de intercambio cultural, onde nos permitirá a aprendizegem. Sua pesquisa despertou em mim grande interesse de desenvolver semelhente trabalho com as crianças no futuro próximo e para isso precisarei de maiores aprofundamentos, conforme vosso convite. Elisa, eu não imaginava que o termo “Rupestre” ligava-se às gravuras pré-historicas nas rochas, como é interessante o despertar pelo conhecimento! Concordo com você que é essencial trabalhar com as crianças esse tema, afinal ele pode auxiliar no desenvolvimento das linguagens dando ênfase ao mesmo tempo a nossa história e cultura. Obrigado mais uma vez pelo auxilio.

    Atenciosamente,

    Marcos Novais

  40. Maria de Lira Vaz Soares Says:

    Oi professora Elisa, quero parabenizá-la pela forma como você abordou este tema, seu texto foi claro e de fácil entendimento. Adorei conhecer mais uma novidade na área da educação, a Arte Rupestre e a associação feita aos desenhos de crianças da educação infantil, foi uma abordagem muito interessante, visto que é uma forma de expressar a arte desde os tempos da pré-história. É fascinante percebermos como não perdemos nossas origens. E o quanto as crianças se expressam através de desenhos. Obrigada por partilhar conosco seus conhecimentos
    Atenciosamente
    Maria de Lira

  41. Fernanda F. Tavares Says:

    Olá professora Elisa, primeiramente gostaria de agradecer pelo apoio que a senhora vem dando a todos do primeiro ano do curso de Pedagogia.
    Estou muito feliz pelas novas informações, e acredito que só vem a contribuir para nossa formação pessoal como profissional, achei muito interessante o temas abordados tanto da “criança rupestre” como a escola Reggio Emilia.
    Percebi o quanto a arte do simbolismo faz parte das vidas de nossas crianças, e quantas vezes desperdiçamos a oportunidade de elaborar trabalhos envolvendo sua criatividade

  42. Fernanda Almeida Says:

    Elisa,

    Boa tarde. Novamente me pego surpreendida com suas abordagens que para mim, são de fácil entendimento e muito valorosas de conhecimento.
    Parabéns, por suas abordagens tão ricas de saber e cultura.

    Obrigada por nos auxiliar no processo educativo de nossas crianças.

    Atenciosamente,

    Fernanda Almeida

  43. Tatiane Ribeiro Cordeiro 1°APGN SÃO JUDAS TADEU Says:

    Olá prof° Elisa kerr, gostei muito do seu trabalho e parabéns pelo seu blog, quero agradecer por nos ajudar a entender um pouco mas sobre o mundo infantil, pois nós como futuras educadoras temos que estar atentas a tudo , e são pesquisas como a sua que nos faz enchergar como podemos mudar esse ensino de hoje. PARABENS

  44. Andréia Cirilo Furlanetto Says:

    Olá Professora Elisa, mais uma vez quero lhe agradecer pela oportunidade que está nos proporcionando de ampliar nossos conhecimentos, com certeza o desenho é uma arte necessária para as crianças, pois elas se expressam muito através deles. São nos neles que elas demonstram seus desejos e emoções e assim trabalhar com essa arte nos ajuda a conhecê-las melhor.
    Obrigada!

  45. Márcia Cerqueira(1º Ano de Pedagogia USJT) Says:

    Profª Elisa Kerr
    Boa Tarde!
    É com muita satisfação poder participar mais uma vez em um dos seus mais recentes trabalhos, sei que são frutos de muita pesquisa na area da Educação. Apreciei muito o seu texto Criança “rupestre” e História da Reggio Emilia, ambos de sua autoria. A abordagem sobre a importância do desenvolvimento da criança em relação a Arte contribui de maneira significativa na construção de novas linguagens, principalmente em dominar a leitura e a escrita, nossos pequenos primatas já sabiam disso, pois retrataram muito bem nas paredes das cavernas, começou neste periodo o desenvolvimento para muitas das linguagens que observamos hoje no nosso seculo XXI, existe um grande potencial pronto para ser trabalhado de nossas crianças neste perìodo em que elas estão sendo despertadas. Os pais tem grande responsabilidade neste processo, bem abordado em seu outro texto História da Reggio Emília, mães que se preocuparam em estabelecer, após guerra, um ambiente em que crianças pudessem desenvolver o seu potencial, lógico que precisou de algum tempo (longo prazo), para que muito do que foi sonhado se transforma-se em realidade. Quando digo que os pais tem grande responsabilidade é por que eles estão mais próximos da realidade de suas crianças, sabem o que é melhor para eles e foi este exemplo que as “MAMAS”, fizeram! Sobre o sol de muito trabalho, idealizaram e colocaram a mão na “massa”, neste processo essas mesmas “MAMAS”, observaram que seus “BAMBINOS” precisariam de uma linguagem que já fazia parte das crianças a ARTE. Deu certo! Tanto deu que até em nossos dias podemos sentar em frente a um computador e contar em poucas linhas a sua História. Isto realmente aconteceu é fato comprovado, é a história de uma pequena cidade italiana-Reggio Emília-. Conhecendo o contexto, me faz refletir: e nós? Que história temos para contar? Quando pessoas daqui a alguns milhares de anos falar sobre Educação no Brasil, contarão Histórias ou contarão estórinhas? Precisamos refletir sim e colocar a mão na “MASSA” urgente!!!
    O que queremos deixar para nossos entes queridos? A que preço…
    Profª Elisa Kerr
    Obrigada por mais este momento de reflexão.

    Márcia Cerqueira (1º Ano de Pedagogia USJT)

    ************************************************

  46. MEIRE EVELYN. 1APGN Says:

    Olá Professora Elisa, como já disse em outro comentário, parabéns pelo blog.
    Acredito na importancia do desenho como forma de se expressar da criança e que nós como educadores e futuros educadores devemos ficar atentos para essas manifestações. Principalmente na educação infantil a criança percebe que pode transmitir seus sentimentos e vontades através do desenho.
    O desenho abre caminho para a escrita e leitura, sem contar nos futuros artistas que poderemos ter se nossas crianças receberem a atenção e importâncian que merecem.

    Obrigada. Parabéns!

  47. Silvia Correia da Costa Santos Says:

    Professora Elisa, estou muito feliz por estar mais uma vez aprimorando meus conhecimentos com tão grande riqueza de imformações , agradeço a professora Dineia por proporcionar ao alunos do 1ºano de pedagogia contato com pesquisas e pessoas que tem muito a acrescentar em nossa vida academica , gostaria de parabeniza-la pela matéria criancça rupestre, pois compreendi a importância de levarmos as crianças ao mundo da arte, museus e histórias do passado aprendi a importância da pintura no mundo infantil e como devemos aproveitar este momento para aprimorar seu desenvolvimento. Parabéns.

  48. Elisa Kerr Says:

    Profª Dinéia,

    Você tem enriquecido meu blog com seus comentários. Tenho muito que agradecer por sua colaboração. Você é uma professora surpreendente!

    Obrigada

  49. Prof. dineia Hypolitto Says:

    Cara Professora Elisa iniciar a compreensão do significado da arte, tomando conhecimento das várias linguagens artísticas, como por exemplo a arte rupestre na educação infantil é muito importante para o desenvolvimento cognitivo das crianças. Seria interessante se os professores de Arte desenvolvessem projetos tanto para a educação infantil , como também para os ensinos fundamental e médio sobre o tema em questão. Por exemplo, elaborar Projetos que por meio de pesquisa e realização de visitas a locais onde os educandos pudessem entrar em contato com uma série de registros deixados por antigas civilizações,seria o ideal para que se pudesse obter um aprendizado unindo a teoria á prática. Os alunos após o projeto poderão comprovar o que aprenderam , fazendo a interligação da cultura antiga com a contemporânea.Daí o grande salto para que os professores possam ensinar como se faz a preservação de um patrimônio.Acredito ainda que após o estudo da abordagem REGGIO EMÍLIA, muitos professores em parceria com os pais poderão adaptar o exemplo italiano á sua comunidade escolar respeitando a realidade sociocultural em que vivem. Parabéns Elisa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: